VOCÊ É O VISITANTE Nº

Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 26 de junho de 2010

550 Milhões para Pernambuco e Alagoas


Aluísio Moreira/SEI

O governador Eduardo Campos recebeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Palmares nesta quinta-feira (24/06) para mostrar os estragos causados pelas chuvas e o trabalho das equipes do Governo do Estado que estão atuando na reconstrução da cidade.

“Já estão depositados nos cofres dos governos de Pernambuco e Alagoas R$ 550 milhões, sendo metade para cada um, a título de adiantamento para ações de emergência nas cidades atingidas pelas chuvas”, garantiu a ministra chefe da Casa Civil, Erenice Guerra.

O Governo Federal agora estuda lançar uma linha de crédito no valor de R$ 1 bilhão através do BNDES para atender a necessidade de reconstruir o comércio e empresas da região. A União já havia liberado a retirada do FGTS das pessoas que moram na região e a transferência imediata de R$ 21 milhões através do Ministério da Saúde, para reconstrução de prédios como as gerências regionais de Saúde, PSFs e outras unidades.

Eduardo e Lula chegaram de helicóptero após sobrevoar as cidades de Água Preta e Barreiros. Eles assistiram a apresentação de um relatório sobre os danos provocados pelas chuvas em Pernambuco, elaborado pela equipe da Defesa Civil do Estado. Após deixarem a faculdade Famasul, governador e presidente andaram nas ruas do centro da cidade para conversar com a população. Durante 30 minutos, eles fizeram o trajeto a pé ou em cima de um carro aberto.

O Ministério da Educação já tem um número preliminar do prejuízo nas escolas estaduais nos dois estados. O valor é estimado em R$ 51 milhões e também tem a transferência imediata garantida pelo MEC. Para a reconstrução de casas, o Ministério das Cidades já autorizou a Caixa Econômica Federal a atuar em cidades com menos de 50 mil habitantes no programa Minha Casa Minha Vida.

Eduardo Campos garantiu que terrenos seguros já foram localizados pelo governo. “Nós já fizemos um levantamento e até a semana que vem os terrenos estarão liberados, seja através de compra amiga ou desapropriação. É fundamental que as novas casas sejam construídas em locais seguros para que tragédias como esta não se repita”, afirmou Eduardo.

O governador agradeceu o esforço do governo federal no sentido de romper com a velha forma de prover recursos e garantir assistência ao povo. “Não havia a possibilidade de esperar por planos de trabalho dos municípios para começar a enviar o dinheiro para a reconstrução”, disse o governador. Lula disse ainda que “não haverá limites. Temos a obrigação moral e ética de reconstruir estas cidades. Vamos derrotar a burocracia.”

Eduardo lembrou que o governo do estado enviou um projeto de lei à Assembléia Legislativa que cria o Fundo Especial de Emergência e Calamidade. “Até semana que vem o projeto deve ser aprovado. Vamos garantir celeridade ao processo sem perder o controle e a transparência, já que o tribunal de justiça, o ministério público e o tribunal de contas serão nossos parceiros”, falou o governador.

“Eu já tinha muitas fotos e vídeos da situação aqui na Mata Sul de Pernambuco, mas a dimensão do problema a gente só tem quando vê com os próprios olhos. Conversei com as pessoas e a força de vontade e disposição para recomeçar é um grande exemplo da gente brasileira”, explicou o presidente. Eduardo agradeceu a Lula e a toda sua equipe que “desde o primeiro momento estão dando suporte às equipes do governo estadual que desde a semana passada vem trabalhando na região”.

Além de Eduardo, Lula, da Ministra Erenice Guerra, estiveram em palmares o governador de Alagoas, Teotonio Vilela, os ministros Fernando Hadad (Educação), José Gomes Temporão (Saúde), João Santana (Integração Nacional), Paulo Bernardo (Planejamento), Márcio Fortes (Cidades), a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, entre outras autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário