VOCÊ É O VISITANTE Nº

Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 22 de junho de 2010

Governo decreta Emergência em 13 cidades pernambucanas

Vitória de Santo Antão

A Defesa Civil de Pernambuco confirmou nesta quarta-feira que mais um corpo de uma das vítimas das enchentes no Estado foi localizado. Até o momento, 16 mortes foram registradas em Pernambuco e outras 29 em Alagoas, chegando a 45 o número de vítimas das chuvas.

Na tarde desta quarta, foi encontrado o corpo de José Cleiton Barbosa Felipe, 26 anos, em Vitória de Santo Antão, a 53 km de Recife (PE). Segundo a Defesa Civil, os corpos que foram encontrados na terça-feira, um no município de Barreiros e outros dois em Água Preta, ainda não foram identificados.

sensação de um terremoto

O coronel do Corpo de Bombeiros de Pernambuco Valdir de Oliveira, que participa do resgate às vitimas, conversou com o iG e disse que a sensação é de que passou um terremoto pela região. “As cenas que você vê são iguais àquelas do Haiti na TV”, afirma, em referência ao terremoto de 7 graus na escala Ricther que provocou a morte de mais de 200 mil pessoas e desvatou o País mais pobre das Américas em 12 de janeiro deste ano.

A comparação é o jeito encontrado pelo coronel para dimensionar a destruição observada no Estado. “Por onde o rio passou caiu tudo. Só há lama”, diz


Rua devastada em função de enchente na cidade de Palmares, na Zona da Mata Sul de Pernambuco


Lula se reune com o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos

O governador Eduardo Campos vai homologar os decretos de Situação de Emergência de 13 municípios pernambucanos.

Na região da Mata Sul, as cidades de Amaraji, Catende, Cortês, Escada, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Sirinhaém e Vitória serão contempladas enquanto no Agreste apenas Barra de Guabiraba, Bom Conselho e Correntes figuram na lista. Outros 29 municípios estão em estado de alerta.

A relação de municípios foi elaborada após um levantamento minucioso feito pelas equipes da Codecipe e apresentado ao governador. A Situação de Emergência é caracterizada quando os prejuízos econômicos e sociais constatados em uma determinada área ultrapassam o equivalente a 10% do seu Produto Interno Bruto e permite ao Estado agir com mais rapidez na prestação de atendimento às vítimas.

Eduardo afirmou que o Estado fará tudo que for possível para ajudar a minorar os efeitos das chuvas que assolam o Estado há seis dias. “Além de decretar Situação de Emergência nestes municípios, estamos enviando três mil cestas básicas para as cidades de Ribeirão, Cortês e Barra de Guabiraba, que foram as mais atingidas”, disse o governador, que no início da tarde, Eduardo sobrevoou a Mata Sul para conferir os estragos causados pelas chuvas.

De acordo com o último levantamento feito pela Codecipe, existem 4.969 pessoas desabrigadas e outras 5.573 desalojadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário