VOCÊ É O VISITANTE Nº

Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 24 de março de 2010

Observa e Toca revela boa safra de bandas da Mata Norte

.

Incentivar novos talentos, reconhecer a importância de grupos mais antigos de cada região e dinamizar a cena musical local. Esses são os principais objetivos do projeto itinerante Observa e Toca, que será realizado nesta quinta e sexta-feira (25 e 26, respectivamente), em Goiana, como parte da programação do Festival Pernambuco Nação Cultural da Mata Norte, na Avenida Nunes Machado. Ao todo, serão 15 shows de grupos locais e uma apresentação do cantor Josildo Sá para fechar a noite do dia 26.

De acordo com o regulamento da Seletiva da Mata Norte, os dois melhores conjuntos que se apresentarem nesses dois dias ganharão, automaticamente, o direito de tocar em uma das etapas consecutivas do Festival. Ao fim do ano, os três grupos mais bem pontuados terão direito à gravação de um DVD de um show da banda.

Nesta quinta-feira (25), a partir das 20h, sobe ao palco a banda a Sociedade Beneficente XV de Novembro, do município de Vicência. Em seguida será a vez das bandas Frevo Sanfonado Orquestra (Timbaúba), Macumbá (Goiana), Banda Caçuá de Mangai (Goiana), Ciranda do Rosildo e Seus Cabras da Peste (Goiana), Mestre Manoel Pereira (Ferreiro), Ítalo Pay e a Zabumba Mundi (Goiana), Coco de Sebastião Grosso (Goiana).

Apresentam-se, na sexta, os grupos Sociedade de Cultura e Música 1º de Novembro (Timbaúba), Dizalenda (Carpina), Samba Decente (Goiana), Mahatma Costa (Camutanga), Cachimbo de Barro (Goiana), Ciranda dos Cangaceiros (Goiana), Grupo Sem Preconceito (Goiana) e o cantor Josildo Sá, cujo trabalho é baseado no forró, resgatando um ritmo típico do interior: o samba de latada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário